Polícia Civil prende prefeito de cidade do RJ

Operação prende o prefeito de Guapimirim, Renato Costa Mello Júnior, e cumpre mandatos de prisão contra mais cinco políticos acusados de desviar dinheiro público

Antonio Pita, de O Estado de S.Paulo - alterado às 10h22

05 Setembro 2012 | 09h50

RIO - Uma operação da Polícia Civil do Rio prendeu, na manhã desta quarta-feira, 5, o prefeito da cidade de Guapimirim, na região da Baixada Fluminense, Renato Costa Mello Júnior, conhecido como Júnior do Posto, e a subsecretaria de governo e candidata à sucessão, Ismeralda Rangel Garcia. Os dois são acusados de chefiar um esquema de corrupção que desviava cerca de R$ 1 milhão de recursos públicos por mês.

A operação Os Intocáveis, da Polícia Civil e do Ministério Público do Rio também cumpre, desde às 5h, mandatos de prisão contra outros cinco políticos da cidade, entre eles o presidente da câmara dos vereadores, Marcelo Prado Emerick, conhecido como Marcelo do Queijo, o atual secretário de governo, Isaías da Silva Braga, conhecido como Zico, e o chefe do setor de licitações da prefeitura, Ramon Pereira da Costa Cardoso.

No total, 150 agentes do Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e da Subsecretaria de Inteligência (Ssinte) da Secretaria   de Segurança participam da operação. Também atuam  agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Rio de Janeiro.

De acordo com as investigações, que duraram sete meses, o grupo fraudava licitações para a merenda escolar e superfaturava aluguel de veículos oficiais. Os agentes da Polícia Civil também cumprem mandatos de busca e apreensão na prefeitura e na câmara em busca de documentos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.