1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Eleições 2014

Pimentel diz que Marina acirra briga pelo 2º lugar

SUZANA INHESTA, CORRESPONDENTE - Estadão Conteúdo

18 Agosto 2014 | 13h 01

Para ele, campanha de Dilma não será afetada no 1° turno

O candidato do PT ao governo de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), disse nesta segunda-feira, 18, que a entrada de Marina Silva no lugar de Eduardo Campos (PSB), morto na semana passada, vai tornar a disputa do segundo lugar ao cargo no Palácio do Planalto mais acirrada. "Na questão específica de voto, até o momento, não houve nenhum abalo na candidatura da presidente Dilma Rousseff. A briga vai ser mais embaixo, na disputa do segundo lugar, de quem vai concorrer à possibilidade do segundo turno", afirmou, hoje, antes de se reunir com empresários do segmento sucroalcooleiro, na sede da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg).

Ele comentou que a presença de Marina será importante para enriquecer o debate político, já que ela representa um "quadro importante para o Brasil". "Tenho que saudá-la. Tenho boas relações pessoais com ela, tenho admiração por Marina", comentou.

Já sobre a possível influência de Marina na campanha estadual, Pimentel disse que nada muda e o partido não irá alterar sua estratégia. "Vamos continuar a tocar nossa campanha, de forma propositiva, voltada para a realidade de Minas, para Minas real. Estamos muito otimistas, mas também com muita humildade, sabendo que pesquisa é só um retrato de momento", falou.

O discurso do petista está alinhado com o de seu vice, Antonio Andrade (PMDB). Após reunião da executiva que discutiu casos de infidelidade partidária na sede do partido, Andrade comentou ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, que Marina tem condições reais de ficar em segundo lugar na disputa à Presidência da República, mas não quis citar se haverá um segundo turno, inclusive com votos de muitos mineiros. Em 2010, a então candidata pelo Partido Verde (PV) conquistou 21,25% dos votos no Estado no primeiro turno e venceu o pleito em Belo Horizonte.

Com relação à disputa estadual, Andrade acredita que Tarcísio Delgado (PSB) não ganha força com o novo cenário nacional em seu partido. "Muitos eleitores mineiros de Marina gostam e apoiam Pimentel", declarou.

Eleições 2014