Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política » PF indicia doleiro por financiamento ao tráfico de drogas

Política

PF indicia doleiro por financiamento ao tráfico de drogas

Carlos Habib Chaper foi um dos pegos na Operação Lava Jato, que desbaratou esquema de lavagem de R$ 10 bilhões

0

ANDREZA MATAIS,
Agência Estado

15 Abril 2014 | 18h46

Brasília - A Polícia Federal indiciou o doleiro Carlos Habib Chaper por financiamento ao tráfico de drogas e outros crimes na operação Lava Jato, que desbaratou um esquema de lavagem de dinheiro que teria movimentado R$ 10 bilhões nos últimos anos. Até o final desta terça-feira, 15, a PF irá relatar outros três inquéritos envolvendo outros doleiros flagrados pela operação, entre eles Alberto Youssef,principal alvo da operação e que teria negócios com o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa.

A relatoria dos inquéritos está sendo concluída nesta terça, em meio à análise do material apreeendido pela PF, por determinação da Justiça. O Estado apurou que a Polícia Federal pediu mais tempo para executar a tarefa, mas o pedido foi negado pelo juiz federal Sérgio Moro, da 2ª Vara Federal de Curitiba (PR), especializada em julgamento de crimes de lavagem de dinheiro.

O inquérito envolvendo o doleiro Youssef é o que reúne a maior quantidade de informações e tem exigido maior esforço dos investigadores. Dentre o material apreendido há documentos que apontam a relação do doleiro com diferentes parlamentares, como o deputado federal André Vargas (PT), que renunciou ao cargo de vice-presidente da Câmara após ser revelado que ele teria utilizado um avião de Youssef.

Também há indícios da ligação do doleiro com o ex-diretor da Área Internacional da Petrobrás, Paulo Roberto Costa, também preso pela operação e que teria ganhado uma Range Rover de Youssef.

Mais conteúdo sobre: