1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Petrobrás envia ao TCU documentos sobre transferência de imóveis de Graça Foster

FERNANDA NUNES - Estadão Conteúdo

22 Agosto 2014 | 15h 58

Segundo estatal, documentos comprovam que processo foi iniciado em 2013, ou seja, antes do bloqueio determinado pelo TCU

 

A Petrobras enviou nesta quinta-feira, 21, ao Tribunal de Contas da União (TCU) documentos para tentar comprovar que a transferência de três imóveis da presidente da empresa, Graça Foster, aos seus filhos foi iniciada em junho do ano passado, antes da decisão de 23 de julho deste ano, quando o Tribunal anunciou o bloqueio dos bens dos diretores envolvidos na negociação da refinaria de Pasadena. Em nota oficial, a empresa ressalta que o envio dos documentos ocorreu voluntariamente e não por determinação do TCU.

Entre os documentos enviados estão avaliações dos imóveis, obtenção de certidões, verificação do valor dos custos e tributos incidentes, elaboração das minutas de escrituras e sua posterior formalização, além de registros imobiliários.

O texto divulgado pela companhia destaca ainda que, até o momento, não há qualquer decisão do Tribunal de incluir o nome de Graça no acórdão que decidiu pelo bloqueio de bens de ex-diretores da estatal. "Na decisão de julho de 2014 não foi mencionado o nome da presidente Graça Foster", informa a nota oficial.