1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Petistas assumem autoria de ataques e chamam Eduardo Campos de 'traíra'

Daiene Cardoso - O Estado de S. Paulo

09 Janeiro 2014 | 20h 33

As mensagens foram compartilhadas por militantes nas redes sociais nesta quinta

Brasília - Militantes petistas começaram a compartilhar nas redes sociais na tarde desta quinta-feira (9) uma mensagem na qual assumem os ataques contra o governador de Pernambuco e presidenciável do PSB, Eduardo Campos. Na mensagem publicada no Twitter, os militantes chamam Campos de "traíra". "Eu sou o autor da nota contra o traíra do Eduardo Campos", diz o texto.

A guerra virtual foi deflagrada na última terça-feira (7), quando uma nota publicada no Facebook do PT nacional chamou o possível candidato à sucessão presidencial de "tolo", "playboy mimado" e candidato "sem projeto, sem conteúdo e sem compostura política". Nesta quarta, 8, o governador reagiu ao artigo e disse que se tratava de um "ataque covarde". "Enquanto os cães ladram, a nossa caravana passa", respondeu.

Responsável por gerenciar as redes sociais do PT, o vice-presidente do partido, Alberto Cantalice, disse que o texto com ataques a Campos "não tem autor específico". Cantalice disse que o artigo contra o governador foi "fruto da insatisfação" com as críticas feitas recentemente pelo ex-aliado, mas ele negou que tenha aprovado previamente o material.

Nesta quinta, o líder petista desabafou em sua conta no Twitter. "A depender de alguns, você deve apanhar e ainda achar que é justo. Não temos essa vocação. Coerência e fidelidade aos ideais não mudam à toa!", escreveu. Cantalice também saiu em defesa dos militantes. "Não se pode confundir: O PT é um Partido de Militantes e de Massas. Não é só partido de atuação parlamentar ou de épocas eleitorais!", comentou.