1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Paulo Bernardo critica oposição tucana

RAFAEL MORAES MOURA - Agência Estado

03 Fevereiro 2014 | 13h 44

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou nesta segunda-feira, 3, que a oposição não tem "nada" a dizer e atacou os tucanos, comentando que o governo Dilma Rousseff gerou mais empregos que a administração Fernando Henrique Cardoso.

"Se você olhar além do governo, o que a oposição tem a dizer? Nada. Você olha e o que eles têm falado de emprego? Quando o PSDB governou o País, o que eles fizeram em termo de emprego? Nada. As pessoas falam assim ''Mas em 2013, gerou-se pouco emprego''. É, gerou menos do que nos anos (anteriores), mas é mais que o FHC (Fernando Henrique Cardoso) gerou em oito anos", disse Paulo Bernardo a jornalistas, após a cerimônia de posse de novos ministros, no Palácio do Planalto.

Para o ministro, a "oposição está tentando se encontrar". "Todos os dias eles entram na internet, leem os jornais e procuram as piores notícias, as mais desfavoráveis para o governo, para ver se é por ali que eles têm de bater. Mas isso é muito pouco: ter uma oposição que só sabe ler jornal, comentar e correr atrás do que algumas matérias dizem", criticou o ministro.

Questionado sobre o desafio eleitoral nestas eleições, o ministro reiterou que "eleição presidencial" é sempre difícil. "Depois que redemocratizamos o País, não teve nenhuma reeleição fácil. Vai ser difícil, disputado, mas o que estou vendo é que por um lado a presidente Dilma se consolidou, fez o seu dever de casa, tá com um governo que é bem reconhecido e, por outro lado, temos uma oposição que não tem o que propor. Não tem alternativas para o País", avaliou Paulo Bernardo.

De acordo com o ministro, o atual quadro eleitoral aponta para uma reeleição da presidente Dilma Rousseff. "Temos um quadro que indica que ela tem condições de se reeleger. Fácil, não, mas vai se reeleger", comentou Paulo Bernardo.