1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Partido de Kassab oficializa apoio a Dilma

Erich Decat, Bernardo Caram e Rafael Moraes Moura - O Estado de S. Paulo

25 Junho 2014 | 12h 22

Com 108 dos 114 votos pela aliança, PSD é a quinta legenda a formalizar adesão à campanha pela reeleição da presidente

Brasília - Em convenção nacional realizada em Brasília nesta quarta-feira, 25, o PSD oficializou apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff. A decisão contou com 108 dos 114 votos em disputa.

O PSD é o quinto partido a formalizar a adesão à campanha da petista. Além da legenda, PT, PMDB, PDT e PROS já confirmaram nos últimos dias o ingresso na aliança.

A decisão foi anunciada pelo presidente do PSD, Gilberto Kassab (SP). "Foram 114 votos. Desses 108 a favor da candidatura de Dilma e de Michel Temer", afirmou o dirigente.

Novas adesões. Nesta quarta, o Partido Progressista (PP) realiza convenção nacional em que também deve se unir ao grupo. O PC do B agendou para esta sexta-feira a adesão à campanha de reeleição de Dilma. O último partido que deve coligar com o PT no âmbito nacional é o PRB, com convenção nacional marcada para próxima segunda-feira, 30.

Com o deslocamento do ministro dos Transportes, César Borges (PR-BA), para a secretaria de Portos, integrantes da cúpula do PR devem assegurar o apoio à petista também na segunda. A mudança na pasta dos Transportes, confirmada nesta quarta, era uma condição da legenda para embarcar na campanha nacional do PT, que ameaçava transferir o apoio para a candidatura do senador Aécio Neves (PSDB).

Com um arco de aliança composto por 10 partidos, Dilma garantirá o maior tempo de rádio e TV - aproximadamente 11 minutos - durante a disputa eleitoral.