Para Lula, Dilma e Ciro têm vocação para 'carreira solo'

Ao inspecionar nesta tarde as obras de revitalização do Rio São Francisco acompanhado da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, e do deputado Ciro Gomes(PSB-SP), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva praticamente descartou uma chapa integrada pelos dois para disputar a sucessão presidencial em 2010. Lula elogiou tanto Dilma quanto Ciro, afirmou que "são grandes companheiros" e acrescentou que, pelo que conhece dos dois, eles têm mais vocação para "uma carreira solo".

JOÃO DOMINGOS, Agencia Estado

14 Outubro 2009 | 17h37

Lula justificou que convidou Ciro para integrar a comitiva que inspeciona as obras de transposição do Rio São Francisco por ter sido ele uma das pessoas que mais "batalhou" pelo projeto.

Também acompanham o presidente Lula, além de Dilma e Ciro, os ministros da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, das Cidades, Marcio Fortes, e da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Franklin Martins.

Em seu discurso, Lula disse que quando deixar a Presidência voltará à região do São Francisco, irá percorrer o rio sem seguranças e sem a companhia de ministros e vai exigir a continuação da obra.

O presidente inspecionou obras de dragagem durante um passeio de cerca de 20 minutos que fez em um barco da Marinha. Ele já embarcou para Xique-Xique (Bahia).

Dívida

Lula ressaltou que as obras de transposição e revitalização do Rio São Francisco representam o pagamento de uma dívida história. Cerca de 8 mil trabalhadores estão envolvidos na revitalização do São Francisco.

O presidente disse que sentiu que o projeto do São Francisco ia sair do papel no dia que foi eleito presidente da República. Até aí, afirmou ele, só havia promessas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.