1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Para líder do PSDB no Senado, pedido de prisão de Lula 'não tem fundamento'

- Atualizado: 10 Março 2016 | 19h 33

Cássio Cunha Lima diz que 'momento de turbulência' no País exige prudência e cautela

BRASÍLIA - O líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB) se posicionou contrário ao pedido de prisão preventiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, assinado por promotores do Ministério Público de São Paulo (MP-SP). 

O líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB)

O líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB)

"Aparentemente, não se encontram os fundamentos que possam justificar ou embasar o pedido. Até porque, recentemente, o Ministério Público com a Polícia Federal realizou um conjunto de buscas e apreensões", afirmou o senador de oposição, que é advogado de formação.

De acordo com Cunha Lima, o País não vive um momento comum de sua história, o que exige prudência e cautela. "Em momento de turbulência, não é recomendável movimentos bruscos. É preciso muita serenidade de todas as instituições que têm responsabilidade com o País", afirmou.

O pedido do MP-SP foi publicado nesta quinta-feira, 10. A alegação dos promotores é de que Lula é suspeito de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica relacionados ao triplex do Edifício Solaris, no Guarujá (SP).

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em PolíticaX