Para Freire, Quércia foi fundamental na redemocratização

O presidente do Partido Popular Socialista (PPS), Roberto Freire, lamentou o falecimento do ex-governador Orestes Quércia. " Com sua morte, São Paulo e o Brasil perdem um político que foi fundamental na luta pela redemocratização. Eleito senador por São Paulo na histórica eleição de 1974, que marcou a ascensão da oposição democrática ao regime militar, juntou-se a outros expoentes do MDB para conquistar a democracia que as atuais gerações desfrutam", disse Freire em nota divulgada à imprensa.

AE, Agência Estado

24 Dezembro 2010 | 14h37

Para o deputado federal eleito Vaz de Lima (PSDB-SP), líder do governo na Assembleia Legislativa de São Paulo, Quércia deixará seu nome gravado na história do movimento pela democracia que uniu os brasileiros a partir da memorável campanha eleitoral de 1974. "Senador combativo, vice no governo transformador de Franco Montoro, eleito governador no pleito que levou Mário Covas e Fernando Henrique Cardoso ao Senado, manteve-se sempre fiel aos seus princípios e coerente na ação em defesa dos municípios e do povo paulista", disse o parlamentar a respeito ds morte do peemedebista.

Já o presidente do Complexo Educacional FMU, Edevaldo Alves da Silva, diz que o mundo político perdeu um importante colaborador e ele perdeu um grande amigo. "A luta de Quércia na vida pública foi sempre um exemplo a ser seguido por quem pretende fazer algo de bom pela sociedade", destacou.

Mais conteúdo sobre:
morte Quércia PPS Roberto Freire

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.