1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Para conter crise na Câmara, Dilma faz nova rodada de reunião com PMDB

Atualizado às 13h08 - Ricardo Della Coletta e Rafael Moraes Moura

10 Março 2014 | 10h 48

Em encontro com lideranças do principal partido da base aliada, presidente tenta acabar com rebelião de parte da legenda

Brasília - Em mais uma rodada de conversa para debelar a crise com o PMDB, a presidente Dilma Rousseff realizou duas reuniões com a cúpula do principal partido aliado do PT no governo. No início da manhã desta segunda-feira, 10, Dilma se reuniu no Palácio do Planalto com o vice-presidente, Michel Temer, presidente licenciado do PMDB; o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e os líderes do governo, senador Eduardo Braga (PMDB-AM), e do PMDB na Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE). O encontro, que também tem a participação do ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, tinha por objetivo discutir as demandas da bancada do PMDB no Senado.

Na sequência, a presidente Dilma fez outra reunião para tratar, desta vez, dos problemas de articulação política do Planalto com a bancada do PMDB na Câmara, maior foco da rebelião peemedebista. Participarão o presidente da Casa, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e o presidente em exercício do PMDB, senador Valdir Raupp (RO).

Mais cedo, o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), voltou a dizer que sua insatisfação não é isolada. "Me isolar é isolar a bancada", escreveu em seu perfil no Twitter. O parlamentar, que defende a revisão da aliança com o PT, é o protagonista do recente impasse entre as legendas.

Na Câmara, a insatisfação envolve pedidos por mais cargos na máquina pública, acusações de que o governo federal dispensa tratamento diferenciado ao PT e problemas com a liberação de emendas parlamentares. Já no Senado, os peemedebistas querem a indicação do senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) para um ministério. O pleito inicial era pelo posto de ministro da Integração Nacional, o que ampliaria a presença peemedebista na Esplanada, mas a presidente ofereceu ao senador paraibano o Ministério do Turismo.

São Paulo. Depois das reuniões com a cúpula do PMDB, a presidente ainda receberia o ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Moreira Franco, também do PMDB. Por volta das 13 horas, ela partiu para São Paulo, onde participa de cerimônia de lançamento da Vacinação Nacional contra o HPV, no Jardim Esmeralda. No final da tarde, Dilma viaja para o Chile, onde acompanhará, nesta terça, 11, a posse da presidente Michelle Bachelet.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo