Para Ciro, Serra representa 'uma ameaça' ao País

O deputado federal Ciro Gomes (PSB) voltou a fustigar o governador paulista José Serra (PSDB), afirmando que ele representa "uma ameaça" para o Brasil. Gomes disse que Serra foi ministro do presidente Fernando Henrique Cardoso por oito anos e candidato à sucessão do próprio FHC para continuar o modelo tucano de administração. Isso, segundo o deputado, "fez muito mal" ao País.

CARLOS MENDES, Agencia Estado

08 Outubro 2009 | 20h51

O deputado acusou o governo FHC de elevar a dívida pública a 78% do Produto Interno Bruto (PIB). Segundo Ciro Gomes, a consequência disso foi a "quebra" do País, elevação da taxa de juros e da carga tributária.

Ainda de acordo com Ciro, o "desastre" não teria parado por aí. "Eles gastaram US$ 100 bilhões com a reforma, até o ponto em que faltou energia elétrica no País", disse. Esse modelo, em sua opinião, não pode retornar porque colocaria em risco as conquistas do governo do presidente Lula.

Ciro Gomes revelou também que o PSB pretende institucionalizar as políticas públicas do atual governo, que, na sua opinião, têm garantido um "avanço generalizado" ao Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.