1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Padilha e Chioro reúnem-se com grupo de médicos em Cuba

VERA ROSA - Agência Estado

27 Janeiro 2014 | 16h 42

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, participa em Cuba, nesta segunda-feira, 27, da cerimônia de despedida de 2 mil novos médicos cubanos que estarão no Brasil para o programa "Mais Médicos". Trata-se de uma agenda própria do ministro, em compromisso paralelo aos eventos que estão sendo cumpridos pela presidente Dilma Rousseff no país.

Também participa da cerimônia o futuro ministro da Saúde, Arthur Chioro, ex-secretário de Saúde de São Bernardo do Campo (SP). Padilha deixará a Esplanada dos Ministérios para concorrer, pelo PT, ao governo paulista.

Dilma participou nesta segunda da inauguração da primeira etapa do Porto de Mariel, a 45 quilômetros de Havana, capital do país. O porto custou US$ 957 milhões e, deste total, US$ 682 milhões foram financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Na inauguração, Dilma anunciou que o Brasil vai financiar mais US$ 290 milhões ao governo cubano para implantação da Zona de Desenvolvimento Especial do Porto de Mariel, além dos quase US$ 700 milhões já emprestados até agora.

Localizado a 45 quilômetros de Havana, o Porto de Mariel está em posição estratégica, de frente para a Flórida, no Estados Unidos. Quando estiver pronto, será o maior porto do Caribe, com 465,4 quilômetros quadrados de área. Desse total, parcela de mais da metade corresponde à Zona de Desenvolvimento Especial. O custo da obra, realizada pela empreiteira brasileira Odebrecht, foi de US$ 900 milhões.