1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Eleições 2014

Padilha diz que concorda com avaliação de Dilma

ELIZABETH LOPES E FERNANDO GALLO - Agência Estado

28 Maio 2014 | 21h 30

O pré-candidato do PT ao governo do Estado de São Paulo, Alexandre Padilha, disse nesta quarta-feira que concorda com a avaliação que a presidente Dilma Rousseff fez na noite de terça-feira, em jantar com candidatos e lideranças do PMDB. No evento, ela defendeu a importância da candidatura de Paulo Skaf (PMDB) para o governo paulista como fórmula para chegar ao segundo turno dessa disputa. "Acho ótimo que a presidente Dilma tenha dito isso porque quanto mais candidaturas tivermos, melhor para São Paulo, que está, há 20 anos, governado pelo mesmo partido, um partido que perdeu energia, dinamismo e velocidade para enfrentar os desafios que São Paulo precisa enfrentar", disse o ex-ministro da Saúde após participar de evento, em São Bernardo do Campo, ao lado de Dilma.

No jantar com os peemedebistas, no Palácio do Jaburu, em Brasília, Dilma disse que contava com duas candidaturas no maior colégio eleitoral do País: a do ex-ministro Padilha e a de Skaf. "Acredito que é esta a fórmula do segundo turno. Quero enfatizar que a gente não pode ser ingênuo em não perceber o que significa uma derrota dos tucanos em São Paulo", frisou.

Padilha disse que o maior número de candidaturas será salutar para propiciar o debate em torno das propostas que o Estado precisa. "Da minha parte não haverá nenhum ataque pessoal a nenhum dos candidatos, apenas críticas ao que não está dando certo", disse. "Não entrei na política para agredir os outros e estou impressionado com a forma como as pessoas escaladas pelo atual governo do Estado destilam grosserias contra nós, com agressões e ataques."

Eleições 2014