1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Obras não são legado da Copa, mas de todos os brasileiros, diz Dilma

Daniela Amorim, Luciana Nunes Leal e Felipe Werneck - O Estado de S. Paulo

01 Junho 2014 | 11h 10

Em clima de campanha, presidente toca pandeiro e usa tom eleitoral ao defender benefícios das obras de infraestrutura para o Mundial

Atualizado às 16h06 - Rio - A presidente Dilma Rousseff disse na manhã deste domingo, 1, no Rio, que as grandes obras de infraestrutura e transporte não são um legado da Copa do Mundo, mas sim do povo brasileiro. Dilma participou da inauguração da Transcarioca, via exclusiva de ônibus entre o aeroporto internacional do Galeão e a Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade.

Descontraída e em clima de campanha, Dilma tocou tamborim, pandeiro e chocalho durante apresentação de um grupo de samba."Acho que o BRT Transcarioca dá samba. Porque só as coisas grandes desse País deram samba. O BRT Transcarioca tem estatura, tem história, tem benefício para dar samba", discursou Dilma.

A presidente afirmou que, "pessoalmente", acha que nenhum legado é da Copa do Mundo. "Todos os legados são para o povo brasileiro. Por exemplo, não estamos fazendo aeroportos para a Copa do Mundo, estamos fazendo aeroportos para todos os brasileiros, por um acaso vão ser usados para a Copa do Mundo". 

Segundo a presidente, uma obra do porte da Transcarioca foi feita para os cariocas, não apenas para o mundial de futebol. Dilma disse ainda que a via expressa é um transporte público de massa e de qualidade, o padrão do transporte público de massa, um orgulho para o País.

'Carinho'. Também presente na cerimônia, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, aproveitou a ocasião para exaltar a presidente. "Essa cidade e esse Estado vão saber reconhecer todo o seu carinho com o Rio", discursou o prefeito que ressaltou que não queria ser "eleitoral", 

O prefeito e a presidente assinaram um financiamento de R$ 3 bilhões com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para novas obras de infraestrutura. "Vamos fazer mais dois BRTs, vamos fazer a revitalização da zona portuária", disse Paes.

A cerimônia aconteceu na estação de Madureira da Transcarioca, na zona norte do Rio.

Marcos de Paula/Estadão
Dilma Rousseff reafirmou que estrangeiros serão bem recebidos na Copa

Aliados. Outro presente no evento o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB), candidato a senador na chapa de reeleição do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), disse aos trabalhadores da obra que não faltarão postos de trabalho se os aliados continuarem no poder no Estado do Rio de Janeiro.

"Viva os trabalhadores, que jamais ficarão sem emprego enquanto estivermos aqui", disse Cabral em discurso diante da presidente Dilma Rousseff, de Pezão, do prefeito Eduardo Paes e de vários ministros. 

O PMDB no Rio já declarou apoio ao pré-candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves.

Já Dilma, em seu discurso durante a inauguração da Transcarioca, ressaltou que PT e PMDB formam uma grande parceria na cidade e no Estado do Rio de Janeiro desde o governo do presidente Lula. "Aqui no Rio formamos uma grande parceria desde o presidente Lula. Essa parceria nós fizemos não para nós mesmos, fizemos para a população do Rio de Janeiro", disse.