'O PSDB deve ter um protagonismo maior no governo Temer'

Conselheiro de Temer, o consultor político Gaudêncio Torquato ressalta a lealdade dos tucanos e o estreitamento de laços entre os dois partidos

Redação, O Estado de S. Paulo

03 Dezembro 2016 | 06h31

Gaudêncio Torquato, conselheiro do presidente Michel Temer e consultor político, falou ao Estado sobre o peso da participação do PSDB no governo.

1.Neste momento de crise política e econômica, o PSDB ganha mais relevância como aliado do governo?

Vejo que o PSDB deve ter um protagonismo maior no governo, assumindo pastas importantes em uma reforma mais adiante. Eventual ajuste, o PSDB poderia ocupar algumas colunas de poder mais emblemáticas. Na operação política, ou em ministérios de maior porte.

2.Até onde vai a lealdade dos tucanos?

O PSDB deu uma demonstração de pioneirismo ao se posicionar na defesa do presidente Michel Temer. O senador Aécio Neves deu aquela declaração bombástica criticando a gravação feita pelo (ex-ministro da Cultura) Marcelo Calero (que gravou conversas com Temer). O líder do governo no Senado, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), é muito contundente na defesa do governo.

3. Essa aliança sobrevive até 2018?

O grande vitorioso na eleição deste ano foi o PSDB. O partido saiu como o mais bem posicionado para 2018 e é o protagonista na parceria com o PMDB. O terremoto político que estamos vivendo abre muito espaço para outsiders. A sociedade está cada vez mais expressando sua indignação. Pode aparecer alguém com perfil diferente do figurino da política. Pode surgir um (Donald) Trump brasileiro. Por isso, o mundo político está se reunindo para achar um nome do centro e da direita para evitar isso. PSDB e PMDB estão abraçados na derrota e na vitória.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.