1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Novo ministro da Saúde se explica para comissão

Tânia Monteiro - O Estado de S. Paulo

22 Janeiro 2014 | 21h 29

Arthur Chioro diz que vai comprovar desligamento da empresa de consultoria na área de saúde da qual era sócio; ele é investigado pelo MP-SP por suspeita de improbidade administrativa

Brasília - O novo ministro da Saúde, Arthur Chioro, que assumirá a pasta em fevereiro no lugar de Alexandre Padilha, vai entregar à Comissão de Ética da Presidência da República, em Brasília, antes de assumir o cargo, cópia do comprovante de desligamento dele da empresa de consultoria na área de saúde da qual era sócio.

Chioro é alvo de investigação do Ministério Público de São Paulo por suspeita de improbidade administrativa. Em setembro de 2013, a promotora Taciana Panagio instaurou inquérito civil público para apurar a denúncia de que Chioro, além de ser secretário de Saúde de São Bernardo do Campo, era sócio majoritário de uma empresa de consultoria que prestava serviços na área de planejamento e gestão de sistemas de saúde para prefeituras paulistas comandadas pelo PT.

O Ministério Público estadual apura se Chioro infringiu uma lei municipal, de São Bernardo do Campo, que proíbe secretários de manterem sociedade em empresas que tenham contratos com entes federativos. A empresa Consaúde Consultoria manteve contratos sem licitação com várias prefeituras de São Paulo e prestou serviços, por exemplo, para a Prefeitura de Ubatuba, comandada pelo petista Maurício Moromizato.

Nesta quarta-feira, 22, Padilha não quis comentar o fato de seu sucessor ser investigado. "Não cabe a mim comentar", disse.