Nova fase da Lava Jato é sinal de que 'instituições estão funcionando', diz Eunício

Nova fase da Lava Jato é sinal de que 'instituições estão funcionando', diz Eunício

Presidente do Senado evita comentar Operação Leviatã, que mira em nomes ligados a senadores do PMDB

Isabela Bonfim, O Estado de S.Paulo

16 Fevereiro 2017 | 12h59

BRASÍLIA - O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), evitou comentar a nova fase da operação Lava Jato, que foi deflagrada na manhã desta quinta-feira, 16, contra alvos ligados a nomes do Senado. O peemedebista desconversou sobre o assunto.

"(Nova fase) é sinal de que as instituições estão em funcionamento", limitou-se a dizer. A operação Leviatã, desdobramento da Lava Jato, cumpriu ordem de busca e apreensão de inquérito que investiga nomes ligados à cúpula do PMDB no Senado. 

Os alvos da operação de hoje são ligados aos senadores do PMDB Edison Lobão (MA) e Jader Barbalho (PA). O primeiro alvo é Márcio Lobão, filho do senador, que já foi citado na delação do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. O outro alvo da operação de hoje é o ex-senador Luiz Otávio Campos, considerado por investigadores um apadrinhado político de Barbalho.

Lobão é hoje o atual presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) no Senado, responsável por sabatinar o novo ministro do STF e também o futuro procurador-geral da República.

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.