1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Nomes de fora da denúncia inicial são incluídos em ação

Fausto Macedo e Fernando Gallo - O Estado de S. Paulo

02 Fevereiro 2014 | 23h 30

Primeira denúncia contra o cartel de energia teve base no inquérito que a PF instaurou em 2008

Além do vereador tucano Andrea Matarazzo, outros quatro personagens do caso Alstom, não incluídos na primeira denúncia, serão alvo de inquérito específico da Polícia Federal: o engenheiro Eduardo José Bernini, ex-presidente da Eletropaulo, e os executivos franceses da Alstom Michel Louis Charles Mignot, Yves Jaques Marie Barbier de La Serra e Patrick Paul Ernest Morancy. O inquérito foi requerido pela Procuradoria da República.

A Suíça já processou criminalmente Mignot, La Serra e Morancy “por lavagem de dinheiro, abuso de confiança grave, gestão desleal, falsificação de documentos e corrupção de agentes públicos estrangeiros”. As autoridades de Genebra, porém, ainda não enviaram ao Brasil a documentação completa do caso.

A primeira denúncia contra o cartel de energia teve base no inquérito que a PF instaurou em 2008. A PF indiciou inclusive Matarazzo e Bernini por corrupção passiva, mas a Procuradoria assinala que “ainda não foram enviados todos os documentos solicitados por intermédio de cooperação jurídica internacional em matéria penal, fato que, evidentemente, impede, em relação aos citados investigados, uma visão completa do panorama probatório”

  • Tags: