1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Nomeação de Lula repercute nas redes sociais e provoca mobilizações de movimentos

- Atualizado: 16 Março 2016 | 16h 13

Hashtag #greve geral ganhou adesões no microblogging Twitter; usuários cobraram posicionamento da Fiesp sobre o ex-presidente assumir Casa Civil

A nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro chefe da Casa Civil refletiu imediatamente na redes sociais nesta quarta-feira, 16. O já conhecido Fla-Flu político-virtual ganhou uma nova hashtag, #greve geral.

Ainda sem o endosso de grupos empresariais, partidos ou sindicatos, páginas de Facebook e usuários do Twitter se dividem na convocação de uma paralisação para 21 ou 30 de março. A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) tem sido marcada em diversos tuítes. Até o momento a entidade ela não se manifestou. Já o Movimento Brasil Livre (MBL) articula um ato esta quarta-feira, às 17h, em frente ao Palácio do Planalto, contra a nomeação de Lula. 

O Vem Pra Rua e o MBL, os dois principais grupos que lideram as manifestações de rua pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff, convocaram ainda um "megapanelaço" para esta quarta-feira, durante o Jornal Nacional, contra a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva Lula como ministro.

No Facebook, página intitulada Reaças SP está chamando para uma manifestação na próxima segunda-feira, às 18h, no Largo da Batata, zona oeste da capital. Em menos de uma hora no ar já eram mais de 3 mil confirmações e cerca de 4 mil interessados. Um pouco mais tímido, outro grupo tenta organizar uma vigília, ainda nesta quarta-feira, no vão livre do Masp, na Avenida Paulista.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em PolíticaX