Adriano Machado/ Reuters
Adriano Machado/ Reuters

Nardes atribui corrupção na Petrobrás à falta de 'boa governança'

Em palestra no Rio, ministro do Tribunal de Contas da União que relatou processo das 'pedaladas fiscais' também criticou o governo federal pelos gastos com refinarias

Vinicius Neder, O Estado de S. Paulo

29 Outubro 2015 | 11h21

RIO - O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Augusto Nardes, relator do processo que recomendou a reprovação das contas do governo federal de 2014, citou nesta quinta-feira, 29, o caso da Petrobrás para explicar por que a falta de governança é um dos principais problemas da "nação brasileira" atualmente. "Sem uma boa governança, acabou acontecendo o que aconteceu (na Petrobrás)", afirmou Nardes, referindo-se aos casos de corrupção envolvendo a estatal.

O ministro citou a cifra de R$ 2,8 bilhões, segundo ele gastos em projetos para a construção das refinarias Premium no Ceará e no Maranhão, como caso de desperdício. "Estou falando de bilhões, não de milhões", reforçou Nardes, que participou de uma palestra acadêmica no Ibmec-RJ.

Nardes também mencionou a crise política, afirmando que manifestantes que tomam as ruas querem mudar o País. "Há possibilidade de a gente recuperar o País, desde que a gente tenha um projeto alinhado", disse o ministro do TCU, à palestra formada majoritariamente por estudantes universitários. "Essas pessoas que estão nas ruas querem mudar o País", completou Nardes. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.