Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política

Política » Não pautar texto contra conselho é 'equívoco', diz líder

Política

Não pautar texto contra conselho é 'equívoco', diz líder

O líder do DEM na Câmara, deputado Mendonça Filho (PE), classificou na tarde desta quinta-feira de "equivocada" a decisão do presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), de não pautar o projeto que visa a sustar os efeitos de um decreto da presidente Dilma Rousseff que cria conselhos populares.

0

RICARDO DELLA COLETTA,
Agência Estado

05 Junho 2014 | 18h50

Mendonça Filho também disse que discorda da avaliação de Alves, que em entrevista exclusiva ao Broadcast ao Vivo afirmou que a oposição utiliza um discurso injusto e "político-eleitoral" nas críticas à decisão de Dilma. "O Conselho não pode ter uma força maior do que o voto", disse o deputado do DEM. "Do contrário, você governaria só com conselhos".

Na semana passada, Dilma editou um decreto que cria nove instâncias de negociação e comunicação com a sociedade. A norma, prevista pelo Planalto desde 2010, teve sua redação acelerada a partir das manifestações do ano passado.

Para Mendonça, autor do projeto que quer derrubar a norma editada por Dilma, as queixas da oposição não são eleitorais. "Mesmo se não fosse um ano de eleição, eu adotaria a mesma postura. Estou fazendo uma defesa institucional, porque é uma agressão ao Poder Legislativo", avaliou. Ele também argumentou que sua proposta deveria ser pautada, uma vez que conta com o apoio de 10 partidos na Casa.

Mais conteúdo sobre: