1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Na Sapucaí, Aécio Neves critica infraestrutura para Copa

FÁBIO GRELLET - Agência Estado

03 Março 2014 | 01h 29

O pré-candidato do PSDB à presidência da República, Aécio Neves, foi à Sapucaí na primeira noite de desfiles para aplaudir o empresário José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, homenageado pela Beija-Flor, e aproveitou para criticar o governo federal ao falar sobre as obras de infraestrutura para a Copa do Mundo e as verbas para a segurança pública."De tudo o que foi prometido em termos de infraestrutura para a Copa, 23% de obras ficaram no meio do caminho, por incompetência do governo federal. Espero que pelo menos dentro do campo o Brasil arrebente", afirmou.

"Não sou porta-voz da oposição, mas torço para o Brasil ganhar. O que lamento é que tudo o que foi prometido em termos de legado ficou pelo caminho. O governo considerava quase como um crime a parceria com o setor privado, e só agora mudou de ideia. Só que já é tarde".

Ele defendeu os protestos de rua, mas afirmou que é preciso aprimorar o policiamento, e culpou o governo federal pela falta de verbas para o setor. "Acho que as manifestações têm que ser permitidas e a violência, coibida. A polícia tem que ser mais bem preparada. O governo federal tem que ter Força Nacional de Segurança, o governo federal tem que dizer `eu participo com x'', mas isso até hoje não existe. Os recursos federais de segurança pública são contingenciados, e no fim do ano alguns amigos do rei e da rainha vão lá e liberam alguma coisa. A responsabilidade fica com os Estados, que são os que menos têm".

Sobre o desfile, Aécio afirmou que acompanha as escolas de samba desde os 8 anos e vai continuar indo à Sapucaí mesmo se for eleito presidente.