MP pede ao TSE que multe Lula e Dilma por campanha antecipada

Até agora, Lula já foi multado quatro vezes pelo TSE; Dilma, duas vezes; e Paulinho, uma

Mariângela Galucci, de O Estado de S. Paulo

31 Maio 2010 | 17h24

BRASÍLIA - O Ministério Público Eleitoral (MPE) deu hoje novas demonstrações de que discorda do comportamento do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidenciável do PT, Dilma Rousseff, durante a atual fase de pré-campanha eleitoral. Em pareceres encaminhados ao TSE, a Procuradoria Geral Eleitoral opinou que o tribunal deve aceitar o pedido dos Democratas(DEM) e multar Lula, Dilma e o presidente da Força Sindical, o deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho,por propaganda eleitoral antecipada durante comemorações ao Dia do Trabalho.

 

Até agora, Lula já foi multado quatro vezes pelo TSE; Dilma, duas vezes; e Paulinho, uma. Na primeira das representações que deverão ser julgadas em breve pelo TSE e sobre as quais a Procuradoria opinou, o DEM sustenta que, para promover a candidatura de Dilma, o presidente usou o pronunciamento oficial transmitido em rede de rádio e TV em homenagem ao Dia do Trabalho.

 

Segundo o DEM, sob o pretexto de divulgar as realizações de seu governo e saudar os trabalhadores, Lula teria feito propaganda de Dilma ao afirmar que "este modelo de governo está apenas começando" e que "este modelo vai prosperar". Na opinião da Procuradoria, como não há comprovação da participação ou do prévio conhecimento de Dilma sobre o pronunciamento, ela não deve ser multada.

 

Ao analisar a outra representação do DEM, que pede que Lula seja punido por sua participação num evento em São Paulo em comemoração ao Dia do Trabalho, a Procuradoria concluiu que houve propaganda antecipada subliminar porque o presidente teria se referido a Dilma como a pessoa capaz de dar prosseguimento às ações políticas de seu governo.

 

Nesse caso, o MPE sugere que o TSE multe Lula e Dilma, já que a presidenciável não ocupa mais cargo no governo e não havia razão para a sua presença no evento a não ser promover sua candidatura. A Procuradoria também quer que Paulinho seja punido porque teria deixado clara a sua opção pela candidatura de Dilma.

 

Na terceira das representações, o DEM afirma que houve propaganda antecipada da candidatura de Dilma num evento realizado no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em comemoração do Dia do Trabalho. Nesse caso, o MPE pede que Lula e Dilma sejam multados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.