MP-DF reitera pedido de transferência de presos do mensalão para presídio federal

Para promotores, resposta do governo do Distrito Federal sobre suspeitas de regalias foi insatisfatória

Ampliado em 18.03, Agência Estado

17 Março 2014 | 21h50

Integrantes do Ministério Público do Distrito Federal reiteraram na última sexta-feira, 14, pedido à Justiça para que condenados por envolvimento com o esquema do mensalão sejam transferidos para presídios federais. O requerimento, que já havia sido feito anteriormente, deverá ser analisado nos próximos dias por juízes da Vara de Execuções Penais (VEP).

Na avaliação de integrantes do MP, a administração do Distrito Federal, comandada por um petista, não teria respondido de forma satisfatória a questionamento sobre supostas regalias concedidas a condenados que cumprem pena no complexo penitenciário da Papuda. Entre eles, está o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu.

Em fevereiro, o MP solicitou a apuração das denúncias e chegou a recomendar a transferência, caso fossem comprovadas. Em resposta, o governador do DF, Agnelo Queiroz, afirmou não haver "ingerência política" na administração dos presídios do DF. Disse ainda que o sistema penitenciário sob sua jurisdição "tem plenas condições de custodiar quaisquer presos provisórios, como sentenciados, a exemplo dos condenados na Ação Penal nº 470".

Nesse fim de semana, a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal informou que pretende abrir sindicância para investigar novas denúncias de supostas regalias concedidas a Dirceu.

Mais conteúdo sobre:
mensalão transferência condenados

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.