Morre mãe de José Dirceu, em Passa Quatro, Minas Gerais

Secretaria do PT lamenta morte da mãe de petista, que já estava com estado de saúde agravado

O Estado de S.Paulo

17 Julho 2017 | 09h42

A mãe do ex-ministro José Dirceu, Olga Guedes da Silva, morreu aos 94 anos na madrugada desta segunda-feira, 17. Segundo nota de pesar divulgada pela Secretaria Nacional LGBT do PT, Olga morreu na cidade de Passa Quatro, em Minas Gerais, onde morava. 

A nota não divulgou o motivo da morte, mas a mãe do petista já estava com estado de saúde agravado. Dirceu estava há alguns dias na cidade, e, no último sábado, o juiz federal Sérgio Moro autorizou sua permanência por mais uma semana para ficar com a mãe, após pedido da defesa. O ex-ministro cumpre prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica em Brasília. 

"A Secretaria Nacional LGBT do PT envia nossos sentimentos de pesar ao Companheiro José Dirceu pelo falecimento de Dona Olga, sua mãe. Nossa solidariedade à família e aos amigos. Abraços da Militância LGBT", diz a nota.

A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, também publicou uma nota de pesar pela morte de Dona Olga. "Com ela se vai uma vida quase centenária de uma mulher forte e de uma mãe amorosa, que sempre esteve ao lado de seus filhos nos momentos mais difíceis", diz a nota.

"Mas, mesmo nessa péssima conjuntura do país, Dona Olga, José Dirceu e toda a sua família estão muito acima das perseguições mesquinhas e do ódio alimentado por uma mídia sem compromisso com a verdade. Nesse momento de dor e sofrimento, enviamos à família o carinho e os sentimentos de todos os dirigentes e militantes do PT", continua Gleisi. 

O filho de Dirceu, deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR), publicou em seu Facebook, na manhã desta segunda-feira, uma foto com a avó, lamentando sua morte. 

"É com muita tristeza que comunico o falecimento da minha querida e amada avó. Peço a Deus que a receba e que ela, ao seu lado, continue olhando por nós. As saudades e lembranças serão eternas", escreveu o parlamentar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.