Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política » Mensagens de empreiteiro preso na Lava Jato citam Delúbio Soares

Política

Mensagens de empreiteiro preso na Lava Jato citam Delúbio Soares

Conversas registradas no celular de Léo Pinheiro em 2012 demonstram ironia com situação do ex-tesoureiro do PT, condenado no mensalão; no ano passado, ex-presidente da AOS recebeu pena de 16 anos por envolvimento no esquema de corrupção da Petrobrás

0

Daniel Carvalho,
O Estado de S. Paulo

21 Janeiro 2016 | 03h00

BRASÍLIA - Uma semana após ser formada maioria pela condenação no Supremo Tribunal Federal por envolvimento no mensalão, em outubro de 2012, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares convidou os “amigos mais próximos” para um jantar de aniversário em seu apartamento. Na lista de convidados estava o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro, investigado na Operação Lava Jato, que ironiza o convite, em mensagens apreendidas pelos investigadores em seu celular, por causa da situação de Delúbio. Léo Pinheiro foi condenado, no ano passado, a 16 anos de prisão por envolvimento no esquema de corrupção da Petrobrás.

A primeira conversa data de 16 de outubro de 2012. De madrugada, César Mata Pires Filho, um dos donos da OAS, encaminha mensagem a Pinheiro. “Dr. Leo, Recebi este e-mail abaixo, acho que o senhor Recebeu... Beijos, CMPF”, inicia Mata Pires Filho antes de encaminhar a mensagem de Delúbio Soares. “Amigo Dr. Cesar Mata Pires Filho, Boa noite! Tudo bem? Amanha, 16/10, sera meu aniversário. Desejo nesta ocasião comemorar com minha família e meus/minhas amigos/as mais próximos, uma vez que farei apenas um jantar em meu apartamento, ¿s 20h30. Solicito a gentileza de confirmar presenga. Um abrago do amigo, Delubio Soares”, diz o número atribuído pelos investigadores a César Mata Pires Filho.

Onze horas depois, o telefone atribuído a Léo Pinheiro responde: “Recebi e êle tb ligou. No lugar dele ficaria quieto. Como diz o ditado “Qto mais fumaça, mais fogo”. Mandei um presente. Bjs”.

O presente enviado a Delúbio também aparece em troca de mensagens entre números não identificados. “-Dr. Delubio Soares – cognac Hennessy Paradis”. O conhaque é encontrado na internet por R$ 1.730.

No mesmo dia do jantar, Pinheiro encaminha mensagem a Delúbio Soares para felicitá-lo e rejeitar o convite. “Amigo, Parabéns! Estou em Londres de férias, por isso não estarei presente. Receba um gde abraço. Léo”. O ex-tesoureiro responde: “Obrigado, boas férias... Delúbio Soares”. Léo Pinheiro avisa a César Mata Pires Filho que felicitou o petista.

Dias antes da comemoração, em 9 de outubro, oito dos dez ministros votaram a favor da condenação de Delúbio Soares. Segundo a acusação, o ex-tesoureiro fazia negociação entre o núcleo político e o núcleo operacional e mandou sacar R$ 550 mil do valerioduto. Sua defesa dizia que os empréstimos de Marcos Valério foram usados apenas para saldar dívidas contraídas pelo PT em campanhas eleitorais.

Em novembro de 2012, o STF condenou Delúbio a oito anos e 11 meses por formação de quadrilha e corrupção ativa. Em 2014, o ex-tesoureiro passou a cumprir pena em regime aberto.

As defesas de Delúbio Soares e Léo Pinheiro não se manifestaram.

Mais conteúdo sobre:

Comentários