Médico recomenda que Alencar não vá à posse de Dilma

O médico Roberto Kalil Filho disse hoje que não recomenda que o vice-presidente José Alencar vá à cerimônia de posse da presidente eleita Dilma Rousseff e do vice-presidente Michel Temer, no sábado, em Brasília. Kalil Filho, que trabalha no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, e faz parte da equipe que trata Alencar, disse que, na opinião dele, o vice-presidente não tem condições, no momento atual, de comparecer à solenidade.

GUSTAVO URIBE, Agência Estado

27 Dezembro 2010 | 13h08

O vice-presidente está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde quarta-feira, quando passou por uma cirurgia de emergência por causa de hemorragia digestiva grave. De acordo com o médico, o quadro de saúde de Alencar é estável. Ele é submetido a sessões de hemodiálise. Alencar passou a madrugada de hoje sem sobressaltos e alimentou-se bem de manhã. Ele recebeu hoje a visita da mulher, Mariza Gomes da Silva, que não deu declarações à imprensa. Kalil Filho informou que deve ser divulgado hoje à tarde um boletim médico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.