Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Marta faz 'batismo' no PMDB em casamento de Jucá

Na cerimônia, a senadora, recém-filiada ao partido, criticou o governo Dilma e disse estar 'muito feliz' na nova legenda

Ricardo Brito, O Estado de S. Paulo

05 Outubro 2015 | 09h32

BRASÍLIA - Uma semana após se filiar ao PMDB, a senadora Marta Suplicy (SP) passou por uma espécie de "batismo" no partido no sábado, 3, no casamento do senador Romero Jucá (PMDB-RR) realizado em Brasília. Conforme relatos, a ex-petista criticou o governo Dilma Rousseff, de quem foi ministra da Cultura, e disse estar "muito feliz" na nova legenda e que estava adorando a capital.

Marta estava acompanhada do marido, Marcio Toledo, e se entreteve em parte do evento numa roda com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o líder do governo no Senado, Delcídio Amaral (PT-MS), o ex-presidente e senador Fernando Collor (PTB-AL), o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), e um dos vice-presidentes do PMDB, o senador Valdir Raupp (RO).

Com um vestido branco com detalhes em preto, a ex-ministra foi bastante assediada pelos presentes para conversar e tirar fotos. Ela teceu elogios a Jucá, um dos principais entusiastas na cúpula do PMDB para filiar a ex-petista.

O casamento do senador com Rosilene Brito, ex-funcionária dele, ocorreu no Recanto das Águas, um dos mais tradicionais espaços para eventos de Brasília. Na decoração do evento para cerca de mil pessoas, havia uma requintada ornamentação, com lustres de cristais, e detalhes em anagramas do casal RR - Romero e Rosilene e também uma referência à Roraima, sua base eleitoral. Entre o repertório musical, chamou atenção Roberto Carlos, Stand by Me, de Ben E. King, e, para comentário de muitos, Parla Piu Piano, tema do filme O Poderoso Chefão.

Os peemedebistas, aliás, marcaram presença. Além de Renan, Eunício e Raupp, o ex-presidente José Sarney e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), prestigiaram o casamento. Uma ausência notada foi do presidente do partido e vice-presidente, Michel Temer.

Do PT, além de Delcídio, foram ao evento o ministro da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, e o ex-líder do governo Lula e Dilma na Câmara Cândido Vaccarezza.

A oposição também compareceu. Estiveram presentes os senadores José Serra e Aloysio Nunes, ambos do PSDB de São Paulo e o presidente do DEM, senador Agripino Maia (RN). Mas o presidente tucano, o senador Aécio Neves (MG), em quem Jucá disse ter votado na eleição presidencial do ano passado, não compareceu. A presidente Dilma Rousseff, cujos rumores durante o sábado era de que poderia ir à festa, não foi e ficou o fim de semana no Palácio do Alvorada.

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, com quem o peemedebista tem tido conversas frequentes sobre os rumos da economia, participou do evento. Outras presenças ilustres foram dos empresários Joesley Batista, Flávio Rocha (presidente da Riachuelo) e Amilcare Dallevo Junior (presidente da Rede TV). 

Mais conteúdo sobre:
Marta Suplicy PMDB Dilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.