Marina Silva diz que condenação de Lula 'mostra que ninguém está acima da lei'

Ex-ministra do Meio Ambiente do governo Lula diz que sentença mostra 'amadurecimento das instituições' e defendeu que Lava Jato prossiga e 'resista, com o apoio da sociedade, aos golpes que vêm sofrendo'

Sara Abdo, O Estado de S.Paulo

12 Julho 2017 | 20h26

Ex-senadora e líder da Rede Sustentabilidade, Marina Silva afirmou em seu Twitter, nesta quarta-feira, que a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 9 anos e meio mostra "amadurecimento das instituições democráticas, em que ninguém está acima da lei e da Constituição". Marina foi ex-ministra do Meio Ambiente de Lula de 2003 a 2008.

 

 

As declarações foram feitas em sua conta no Twitter e depois publicadas , em formato de nota da Rede. Marina disse que a "condenação a um ex-presidente é fato grave", assim como, segundo ela, o impeachment de Dilma Rousseff e a denúncia de Michel Temer por corrupção passiva, que hoje tramita na CCJ da Câmara. 

A líder da Rede defendeu o prosseguimento da Operação Lava-Jato e a punição dos que cometeram delitos. "É preciso garantir que a Lava Jato vá até o fim de sua missão e resista, com o apoio da sociedade, aos golpes que vêm sofrendo por parte daqueles que, no poder, resistem a ter seus delitos investigados e punidos", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.