Marina prega responsabilidade e diz que Rede vai avaliar afastamento de Cunha e Dilma

Para a ex-ministra, este não é o momento para se produzir frases de efeito, mas sim de olhar com 'senso de responsabilidade' as denúncias envolvendo Dilma, Cunha e o presidente do senado, Renan Calheiros

Daiene Cardoso, O Estado de S. Paulo

08 Outubro 2015 | 15h10

Brasília - A ex-senadora Marina Silvam, à frente da Rede Sustentabilidade, disse nesta quinta-feira, 8, que a sigla ainda avaliará, no decorrer do processo, se apoiará ou não pedidos de afastamento da presidente Dilma Rousseff e do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). "Temos de ter muita responsabilidade com os destinos da nação. Temos uma situação inédita: a presidente da República tendo suas contas não aprovadas, a abertura de processo no TSE quanto às denúncias de irregularidades em sua campanha, e os dois presidentes das duas casas legislativas(Cunha e Renan Calheiros, presidente do Senado) denunciados por envolvimento nas investigações da Lava Jato."

Durante lançamento oficial da bancada da Rede no Congresso, Marina disse que vem alertando desde a campanha presidencial de 2010 sobre os riscos de o País perder a estabilidade econômica, os programas de inclusão social e até mesmo quanto à fragilidade da democracia por causa "do atraso na política". "O Brasil não pode continuar numa situação de baixo crescimento, inflação e perda de emprego por causa da crise política que está acontecendo", concluiu a ex-senadora.

Marina reforçou que o novo partido vai se pronunciar sobre as pedaladas fiscais nas contas do governo de 2014 no mérito e que vai aguardar a análise do processo no Congresso. Ela destacou também que este não é o momento para se produzir frases de efeito, mas sim de olhar com "senso de responsabilidade" as denúncias envolvendo Dilma, Cunha e o presidente do senado, Renan Calheiros, também investigado na Operação Lava Jato. "Não vamos ter dois pesos e duas medidas".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.