José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Marina diz que vencer eleição seria um milagre de Deus

Pré-candidata da Rede à Presidência da República, Marina Silva participou de evento em Porto Alegre

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

09 Abril 2018 | 22h45

A ex-ministra Marina Silva, pré-candidata da Rede à Presidência, disse nessa segunda, 9, que se ela vencer a eleição com 10 segundos de tempo de televisão "será um milagre". Marina deu a declaração em uma palestra durante o Fórum da Liberdade, em Porto Alegre, que reuniu cinco presidenciáveis na PUC-RS.

+ Os herdeiros de Lula

+ Presidenciáveis dão ênfase ao social por votos de Lula

"O difícil não é governar, o difícil é ganhar. Se eu ganhar com 10 segundos de televisão vai ser um milagre do povo e de Deus. Porque PT, MDB, PSDB, todos movimentam em fundo de campanha um dinheiro de quase meio bilhão de reais. Nós não. Com 10 segundos de televisão... Se eu fosse pragmática eu tinha decidido. Mas sou sonhadora". 

+ Presidenciáveis dão ênfase ao social por votos de Lula

+ Marina defende justiça para todos e vê 'pacto de impunidade' contra a Lava Jato

Além de Marina, participaram Geraldo Alckmin (PSDB), Henrique Meirelles (MDB), Ciro Gomes (PDT), João Amoêdo (Novo) e Flávio Rocha (PRB). Em sua fala, Marina falou sobre as críticas de que tem sido omissa no debate nacional. "Eu tenho convivido com questionamentos porque não estou me posicionando. Tem até um pessoal que faz campanha 'Marina sumida'. Tenho me posicionado o tempo todo", disse. 

A Rede perdeu dois deputados na janela partidária e por isso a ex-ministra pode ficar fora dos debates na televisão. Na prática, significa que Marina não terá vaga garantida nos debates de televisão. A lei prevê que são necessários cinco parlamentares no Congresso para isso. Dessa forma, sua participação dependerá de um convite da empresa de TV. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.