Marconi Perillo assume 4º mandato em Goiás com planos renovados

O governador Marconi Ferreira Perillo Júnior (PSDB), eleito pela quarta vez, assumiu nesta quinta-feira, 1, em Goiás, seu novo e último mandato com promessas de avanços nas áreas sociais, total transparência nos atos de seu governo e desafios de avançar na economia. "A economia de Goiás avançou, nos dois primeiros mandatos, e hoje é a 9º maior do País", disse em seu discurso de posse na Assembleia Legislativa. "Mas, ainda temos o desafio de avançar mais e dar um salto expressivo para o 8º maior PIB no ranking nacional", afirmou.

RUBENS SANTOS, Especial para O Estado

01 Janeiro 2015 | 16h43

Para se tornar o setor econômico mais dinâmico, o governador tucano entende que deve atrair novos investimentos, gerar empregos e riquezas construindo novas estradas, ampliando o parque industrial e investir em ciência e inovação. Mas, defendeu, seu governo deverá priorizar a transparência de todos os seus atos. Para isso, disse ele, as decisões como ordens de serviço e resultados de licitações do governo estarão registradas "de capa a capa" no Portal de Transparência do Estado. Além disso, deverá imprimir dinamismo na gestão pública.

"Vamos dar total transparência de todos os atos de governo por meio do portal", garantiu Perillo. "Teremos uma administração enxuta, dinâmica, transparente e dura no combate às mazelas", discursou.

Mazelas. Trata-se de uma nova prática de governança, afirmou o governador. Visa a um modelo de administração mais enxuto, econômico e muito mais dinâmico na geração de ganhos para a sociedade, disse. "Meu governo será transparente e duríssimo no combate às ilegalidades e mazelas de toda natureza, ilicitudes, injustiças, os desvios de conduta ou desperdícios", discursou. "Além disso, é preciso cortar gastos e avançar na modernização da administração".

Marconi foi eleito, pela primeira vez, aos 35 anos de idade, em 1999. Desde então, foi eleito outras três vezes governador. Em mandatos intercalados por um período de quatro anos em que foi eleito senador da República.

Agora, disse ele, entende que poderá imprimir um novo ciclo de desenvolvimento econômico para o Estado, além de garantir proteção à população mais pobre.

Economia. "É preciso proteger os desfavorecidos", disse ele. "E ficar atento aos efeitos da globalização", apontou. "Os mais simples e mais humildes devem ter direitos na vida", acredita. Mas não explicou como e quais ações colocará em prática para alcançar o objetivo.

Entre 1999, quando assumiu o Governo de Goiás pela primeira vez, o PIB (Produto Interno Bruto) saltou de R$ 17 bilhões para R$ 144,2 bilhões em 2014. Agora, o desafio de Marconi Perillo é o de gerar mais empregos, renda e atrair novas empresas para subir no Ranking Nacional. "Entre avanços e desafios, nós vamos crescer mais e saltar para a oitava maior economia nacional", acredita.

Caminhada. Após tomar posse na Assembleia Legislativa, o governador Marconi Perillo foi à pé, até a Praça Cívica, um trecho com menos de dois quilômetros de distância e onde está o Palácio das Esmeraldas, a sede do governo. Ali, passou em revista a tropa da PM, deu entrevista coletiva. Depois, almoçou com a família, e embarcou para Brasília para assistir à posse da presidenta Dilma Rousseff.

Mais conteúdo sobre:
posse 2015 Marconi Perillo Goiás

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.