1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Manifestantes pró-impeachment voltam a montar barracas na Avenida Paulista

- Atualizado: 19 Março 2016 | 16h 45

Ativistas voltaram ao local após o término de manifestação pró-governo ocorrida na sexta

Poucas horas depois de ato pró-governo se encerrar na noite de sexta-feira em São Paulo, cerca de 30 ativistas favoráveis ao impeachment de Dilma Rousseff voltaram a montar barracas na calçada em frente ao prédio da Fiesp, na Avenida Paulista, durante a madrugada deste sábado.

Manifestantes contrários ao governo Dilma voltam à Av. Paulista e acampam em frente a Fiesp

Manifestantes contrários ao governo Dilma voltam à Av. Paulista e acampam em frente a Fiesp

Este é o terceiro dia em que os manifestantes acampam no local. Nos dias anteriores, cerca de 100 pessoas se revezavam nas barracas, mas a dispersão realizada pela Polícia Militar na tarde de sexta por conta do ato pró-governo fez com que a maioria dos ativistas anti-Dilma deixassem a região.

A ocupação começou na última quarta-feira, quando o governo anunciou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro-chefe da Casa Civil. Anunciado de última hora por grupos pró-impeachment, a manifestação cresceu mais após a Polícia Federal divulgar áudios de conversas entre Dilma e Lula, em que eles supostamente tramam a nomeação para o ex-presidente obter foro privilegiado e se livrar das investigações conduzidas pelo juiz Sérgio Moro.

 

Manifestantes pró-impeachment voltam a acampar na Paulista
HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO
Manifestantes pró-impeachment voltam a acampar na Paulista

Manifestantes contrários ao governo Dilma voltam à Av. Paulista e acampam em frente à Fiesp

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em PolíticaX