1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Manifestantes pró-impeachment fazem carreata em SP

- Atualizado: 06 Março 2016 | 19h 11

Objetivo, segundo os organizadores, foi chamar a atenção para o ato marcado para o próximo domingo, 13

Manifestantes pró-impeachment da presidente Dilma Rousseff realizaram neste domingo, 6, uma carreata pelas ruas de São Paulo. O objetivo, segundo os organizadores, foi chamar a atenção para o ato marcado para o próximo domingo, 13, em centenas de cidades brasileiras pelo impedimento da presidente.  

Integrantes do Movimento Vem pra rua se concentrando na frente do estadio do Pacaembu, para sair em carreata pela cidade convocando a populacao para o ato do dia 13 contra o PT, Lula e a presidente Dilma Rousseff em São Paulo

Integrantes do Movimento Vem pra rua se concentrando na frente do estadio do Pacaembu, para sair em carreata pela cidade convocando a populacao para o ato do dia 13 contra o PT, Lula e a presidente Dilma Rousseff em São Paulo

A carreata teve início por volta das 15h40, saindo da praça Charles Muller, zona oeste da capital paulista, em direção ao Parque do Ibirapuera, na região sul. Participaram cerca de 60 carros decorados com bandeiras do Brasil e bonecos infláveis representando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como presidiário, a presidente Dilma Rousseff com nariz de Pinóquio e o juiz Sérgio Moro, responsável pela investigação em primeira instância da Operação Lava Jato, com roupa de Super-Homem. Os motoristas percorreram o trajeto buzinando e com os pisca-alertas dos carros ligados.

"Nossa intenção é aproveitar a aglomeração de gente no parque para encerrar a carreata com uma panfletagem chamando para o ato de domingo. Mas se continuar chovendo faremos menos rua e mais carros mesmo", disse o empresário Renan Santos, um dos líderes do Movimento Brasil Livre, organizador da manifestação.

Duas horas depois de sair da praça Charles Muller,  na zona oeste de São Paulo,  a carreata passou pelo parque do ibirapuera,  após percorrer um trajeto de pouco mais de cinco quilômetros e começa a se dispersar. De última hora eles decidiram subir a brigadeiro Luís Antônio em direção ao Masp.  A chuva antecipou o enceramento da carreata. 

A polícia militar acompanhou de perto a movimentação da carreata, mas não interveio. 

A carreata foi organizada pelos grupos Movimento Brasil Livre e Vem Pra Rua. Um pequeno grupo favorável à intervenção militar acompanhou a carreata com faixas e cartazes alusivos ao movimento. 

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em PolíticaX