Manifestantes lavam rampa do Congresso e pedem faxina na política

O presidente da Câmara, deputado Michel Temer, já anunciou que colocará nesta terça-feira, 4, em votação, na sessão noturna da Casa

Agência Brasil/ BRASÍLIA

04 Maio 2010 | 18h32

Populares, parlamentares e personalidades do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral fizeram nesta terça-feira, 4, uma lavagem simbólica da rampa do Congresso Nacional para sensibilizar os congressistas a aprovarem o projeto que institui a chamada Ficha Limpa para candidatos a cargos eletivos. Os manifestantes pedem a aprovação do projeto que prevê a inelegibilidade de pessoas que sejam condenadas pela Justiça em decisão colegiada.  

 

Veja também:

http://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gif Câmara quer adiar 'Ficha Limpa'

 

Um dos dirigentes do movimento, Marlon Reis, disse que a mobilização da sociedade em torno da defesa da ética na política está aumentando em todo o País e que isso já é uma sinalização de que se os parlamentares não aprovarem o Projeto Ficha Limpa vão sentir o reflexo nas eleições de outubro próximo.

 

O projeto deverá ser votado amanhã pela Câmara dos Deputados para então ser encaminhado à apreciação do Senado. O presidente da Câmara, deputado Michel Temer (PMDB-SP), já anunciou que colocará nesta terça-feira, 4, em votação, na sessão noturna da Casa, a votação do requerimento para votação em regime de urgência do projeto.

Mais conteúdo sobre:
rampa Congresso faxina política ficha limpa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.