Assine o Estadão
assine

Política

Brasília

Manifestação contra impeachment termina com dois homens detidos em Brasília

Um dos homens teria incitado os protestantes com um megafone a partirem para cima dos policiais, segundo coronel responsável pela operação de policiamento

0

Igor Gadelha,
O Estado de S.Paulo

24 Março 2016 | 20h16

Brasília - Uma manifestação contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff terminou com dois homens detidos pela Polícia Militar na noite desta quinta-feira, em frente à sede da TV Globo em Brasília. Participaram do protesto representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MTST) e União Nacional dos Estudantes (UNE).

De acordo com o coronel da PM Alexandre Sérgio, responsável pela operação de policiamento da manifestação, o primeiro homem foi detido com base no artigo 213 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Segundo o policial, o rapaz foi detido por ter colocado seu filho, de 7 anos, em situação "vulnerável" durante a manifestação.

"O pai colocou a criança em risco ao deixá-la próxima ao cordão de isolamento dos policiais, que estão com armamento químico não letal", explicou o coronel. Já o segundo homem foi preso, segundo o comandante, por ter incitado os manifestantes com um megafone a partirem para cima dos policiais, quando a polícia tentou retirar a criança da manifestação. Os dois homens e a criança foram levados para o 5º Delegacia de Polícia.

Os manifestantes acusam os policiais de reagirem com brutalidade e desnecessariamente no caso criança. No momento do tumulto, policiais, que estavam tanto do lado de dentro do portão da sede da TV Globo quanto do lado de fora, jogaram spray de pimenta para afastar os manifestantes. Além da PM, a emissora também colocou seguranças particulares na porta da empresa.

Após o incidente, os manifestantes decidiram encerrar o protesto, que começou no fim da tarde, em frente a um shopping na Asa Sul de Brasília. De acordo com a PM, cerca de 70 pessoas participaram do ato. Já os manifestantes contabilizam aproximadamente 100 participantes. Além do protesto contra o impeachment, eles também gritavam palavras de ordem contra a TV Globo.

Comentários