Mangabeira Unger aceita convite de Lula para nova secretaria

O professor de Direito da Universidade de Harvard Roberto Mangabeira Unger aceitou nesta sexta-feira convite do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para assumir um cargo com status de ministro no governo, disse uma fonte qualificada do Palácio do Planalto. Mangabeira foi convidado para dirigir a futura Secretaria de Ações de Longo Prazo, que deve incorporar o atual Núcleo de Assuntos Estratégicos e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Lula informou ao economista que, antes de concluir a nomeação, fará uma consulta formal ao PRB, o partido do vice-presidente José Alencar, ao qual o economista é filiado. "A nomeação de Mangabeira para um cargo com perfil de planejamento estratégico foi uma sugestão do vice José Alencar", disse a fonte do Planalto. Mangabeira Unger é um intelectual que teve sua atuação política no Brasil ligada ao principal líder do PDT, Leonel Brizola (morto em 2004), e ao deputado e ex-ministro Ciro Gomes (PSB-CE). Com a criação da secretaria de Mangabeira Unger e da nova Secretaria de Portos, que será chefiada pelo ex-ministro da Integração Nacional, Pedro Brito (PSB), serão 36 os auxiliares do presidente Lula com status de ministro. Texto corrigido às 15h26. Mangabeira Unger não é economista, como havia sido informado, mas professor de Direito da Universidade de Harvard. A Reuters corrigiu a informação

Agencia Estado,

20 Abril 2007 | 14h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.