Major condenado por massacre de Eldorado dos Carajás promete recorrer

Advogado alega que José Oliveira não foi notificado pela Justiça e diz que cabe recurso

CARLOS MENDES, ESPECIAL PARA AE, Agência Estado

07 Maio 2012 | 19h19

O major José Maria Oliveira, condenado a 158 anos e quatro meses pela morte de 19 sem terra em Eldorado dos Carajás, em 1996, no sul do Pará, não se apresentou nesta segunda para cumprir a ordem de prisão porque alega ainda não ter sido notificado pelo juiz da 1a Vara do Tribunal do Júri de Belém, Edmar Pereira.

"Se ele for notificado, irá recorrer. Houve uma decisão do ministro Félix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que, no nosso entendimento, ainda não foi publicada. Portanto, não há transitado em julgado, e cabe recurso", explicou o advogado Arnaldo Gama, defensor do major Oliveira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.