Lula vai visitar Alencar após posse, afirma médico

Presidente afirmou que passará no Hospital Sírio-Libanês antes de ir à recepção organizada por petistas em São Bernardo do Campo

Gustavo Uribe, Agência Estado

30 Dezembro 2010 | 13h09

O médico cardiologista Roberto Kalil Filho informou hoje que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) visitará o vice-presidente, José Alencar, após a festa da posse da presidente eleita Dilma Rousseff (PT), no sábado. Kalil Filho, um dos integrantes da equipe que trata Alencar, disse que conversou com Lula por telefone e que este afirmou que passará no Hospital Sírio-Libanês antes de ir à recepção organizada por petistas em São Bernardo do Campo (SP).

 

Alencar recupera-se do procedimento médico a que foi submetido na terça-feira para reverter um quadro de sangramento não contínuo na região do abdome. O político passou por um exame de arteriografia, uma espécie de radiografia, que, por meio de contraste, identificou a artéria responsável pela hemorragia. Na sequência, os médicos submeteram Alencar a uma embolização, técnica que consiste na injeção de microesferas de acrílico que fecharam mecanicamente o vaso comprometido, estancando o gotejamento do tumor.

 

Desde que Dilma foi eleita, Alencar tem manifestado o desejo de participar da cerimônia de posse e disse ter feito um acordo com a petista, segundo o qual dançará um xaxado com ela, em homenagem ao presidente Lula. Os médicos que tratam o político observam que, embora estável, o quadro de saúde é delicado, e nos últimos dias praticamente excluíram as chances de o vice-presidente comparecer ao evento. Kalil Filho disse que, diante do atual quadro, o vice-presidente não tem condições de comparecer à posse, e o oncologista Paulo Hoff considerou "muito improvável" a ida do político.

 

Alencar está internado na UTI desde o dia 22, quando passou por cirurgia de emergência em decorrência de uma hemorragia digestiva. O procedimento cirúrgico foi o 17º a que Alencar foi submetido na luta que trava há mais de 13 anos contra um câncer na região do abdome.

Mais conteúdo sobre:
Alencar tratamento visita Lula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.