Lula se emociona em cerimônia com catadores de papel

Em uma de suas últimas aparições como presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva participou de uma cerimônia solidária de Natal com os catadores de papel e a população que vive em situação de rua, em São Paulo. Carregado de presentes, ele entregou para a cooperativa um dos 140 caminhões que serão disponibilizados em todo o País por meio de um programa assinado com o BNDES e o Banco do Brasil que facilita a aquisição desses veículos. Além dos caminhões, fazem parte do pacote outros itens usados pelas cooperativas.

FRANCISCO CARLOS DE ASSIS, Agência Estado

23 Dezembro 2010 | 14h02

Ao ouvir a representante dos catadores, Maria Lúcia Santos Pereira, Lula se emocionou. Ela disse que ele foi o único presidente que se sensibilizou com a situação dos moradores de rua e catadores de papel e que apresentou uma política nacional que colocou essa comunidade em visibilidade. Maria Lúcia destacou que nem a contagem do IBGE era garantida a essas pessoas e que agora o governo acrescentou ao orçamento do instituto cerca de R$ 10 milhões para que fosse feita a contabilização da população em situação de rua.

Além do presidente Lula, a presidente eleita, Dilma Rousseff, também participou do evento. Na última vez em que esteve com essa comunidade, Lula havia prometido trazer Dilma para a cerimônia de Natal. Ela assumiu o compromisso de participar, durante seu mandato, do Natal dos catadores, assim como fez o presidente Lula no seu governo. "Os catadores de papel e moradores de rua terão recursos do governo federal", disse.

Em seu discurso, feito parte de improviso e parte lendo, Dilma prometeu continuar trabalhando para dar melhores condições a essa comunidade. "O Brasil precisa continuar trilhando por esse caminho e não descansarei enquanto não conseguir dar as melhores condições possíveis para este processo não retroceder, e sim avançar". A presidente eleita ressaltou que a cidadania é um direito de cada um dos brasileiros.

Durante o evento, foi inaugurado o Disque Direitos Humanos, o Disque 100, que presta informações, recebe e encaminha denúncias de violações de direitos de crianças e adolescentes. Agora o programa passa a abranger também moradores de rua, a população GLBT e os idosos.

Mais conteúdo sobre:
Lula catadores discurso natal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.