Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política

Política » Lula reconhece que frequenta sítio em Atibaia

Política

Fabio Motta|Estadão

Lula reconhece que frequenta sítio em Atibaia

Em sua página oficial no Facebook, ex-presidente afirma que propriedade é de amigos e que informação é pública 'há bastante tempo'

0

O Estado de S.Paulo

29 Janeiro 2016 | 19h05

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou, nesta sexta-feira, 29, que ele e sua família utilizam "em dias de descanso" um sítio em Atibaia (SP), "de propriedade de amigos". A nota, publicada na página oficial do ex-presidente no Facebook, diz ainda que a informação é pública "há bastante tempo" e fala que tentar relacionar a propriedade a atos ilícitos é uma tentativa de "macular a imagem do ex-presidente".

"Desde que encerrou o segundo mandato no governo federal, em 2011, o ex-presidente Lula frequenta, em dias de descanso, um sítio de propriedade de amigos da família na cidade de Atibaia. Embora pertença à esfera pessoal e privada, este é um fato tornado público pela imprensa já há bastante tempo. A tentativa de associá-lo a supostos atos ilícitos tem o objetivo mal disfarçado de macular a imagem do ex-presidente.", diz o comunicado.

 

NOTA SOBRE SÍTIO DE AMIGOS DE LULA EM ATIBAIADesde que encerrou o segundo mandato no governo federal, em 2011, o... Publicado por Lula em Sexta, 29 de janeiro de 2016

Em reportagem publicada pelo jornal Folha de S. Paulo nesta sexta-feira, 29, um engenheiro da empreiteira Odebrecht, investigada pela Operação Lava Jato, diz ter participado de obras feitas em um sítio em Atibaia frequentado por Lula e familiares. Os pagamentos do material de construção, segundo a comerciante que forneceu os produtos para a reforma, foram feitos pela empreiteira, que informou ao jornal não ter “identificado relação da empresa com a obra”, iniciada em outubro de 2010, dois meses antes de o petista deixar o Palácio do Planalto. O funcionário da Odebrecht disse ter dado “algum apoio” ao projeto durante as férias de fim de ano.

Segundo a reportagem, a ex-dona do Depósito Dias, Patrícia Fabiana Melo, atribuiu à Odebrecht pagamentos por material de construção enviados ao sítio que somaram cerca de R$ 500 mil.  Ela afirmou que a reforma no sítio frequentado por Lula foi coordenada por Frederico Barbosa, engenheiro da Odebrecht que atuou na construção da Arena Corinthians, na zona leste de São Paulo, estádio usado na abertura da Copa de 2014.

Comentários