Luiz Sergio venceu eleição no PT com voto de morto

Conforme mostrou o Estado na época, deputado saiu vitorioso com o apoio registrado do eletricitário Omenir da Cruz Cortopassi

Alfredo Junqueira, de O Estado de S.Paulo,

22 Dezembro 2010 | 21h27

RIO - Futuro ministro das Relações Institucionais, o deputado Luiz Sergio (RJ) elegeu-se presidente do PT fluminense, em dezembro do ano passado, sob protestos da ala derrotada - pois teve voto até de filiado morto. Conforme mostrou o Estado na época, Luiz Sergio saiu vitorioso com o apoio registrado do eletricitário Omenir da Cruz Cortopassi.

 

Filiado ao PT, Cortopassi tinha morrido em 2007 aos 62 anos, mas constava como votante nas listas da 43.ª zonal do PT do Rio. Outras irregularidades foram registradas nos diretórios de Angra dos Reis, base eleitoral do futuro ministro, e de Italva.

 

Mas Luiz Sergio conteve a fúria da ala perdedora - liderada pelo senador eleito Lindberg Farias -, fechou a aliança para apoiar a reeleição do governador Sérgio Cabral (PMDB) e convenceu até os responsáveis pela eleição no PT de que morto votar "é uma coisa normal do processo eleitoral".

Mais conteúdo sobre:
Dilma Rousseff transição PT voto morto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.