Ernesto Rodrigues/Estadão
Ernesto Rodrigues/Estadão

Luiz Marinho diz que diálogo é fundamental para evitar que 'um Bolsonaro' assuma o País

Presidente do PT paulista e pré-candidato da sigla ao governo de São Paulo, ele esteve com o ministro do STF Alexandre de Moraes para falar sobre o cumprimento de pena após julgamento em segunda instância

Equipe AE, O Estado de S.Paulo

13 Abril 2018 | 10h18

Luiz Marinho, presidente do PT paulista e pré-candidato da sigla ao governo de São Paulo, disse nesta sexta-feira, 13, em entrevista à Rádio Eldorado, que teve uma "conversa de pessoa madura" com o ministro do STF Alexandre de Moraes, que é favorável ao cumprimento imediato da pena após julgamento em segunda instância.

Ao comentar a visita, feita juntamente com o ex-ministro Gilberto Carvalho, que também é do círculo próximo ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Marinho alegou que é preciso voltar a dialogar no País, a fim de evitar que "um Bolsonaro" assuma o comando.

++ Eleições 2018: veja quais são os prováveis candidatos a governador de SP

Na quarta-feira, 11, Marinho e Gilberto Carvalho estiveram com os ministros Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes para falar sobre o julgamento das ações que tratam do cumprimento de pena após julgamento em segunda instância.

++ Prisão de Lula une PT e Planalto contra 2ª instância

"A pregação do ódio não ajuda, vamos ponderar com todos que puder mos conversar", destacou Marinho na entrevista à rádio. E emendou: "Estamos conversando com todos os ministros, independentemente de quem possa decidir ou não sobre prisão após julgamento em segunda instância. A situação está muito tensa e precisamos que todos saibam que, do lado do PT, queremos tranquilidade."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.