1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Líder do PROS na Câmara anuncia saída do 'blocão'

ERICH DECAT - Agência Estado

12 Março 2014 | 21h 57

Convocado para assumir a articulação do governo em meio à crise dentro da base aliada, o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, conseguiu convencer o líder do PROS na Câmara, Gilvado Carimbão (AL), a deixar o "blocão" liderado pelo PMDB na Casa.

"O PROS caminha para um entendimento com o governo de procedimento político. O governo está acenando na direção do entendimento e o PROS participará das votações do governo na Câmara. Deixa o bloco com o compromisso do governo de fazer as mudanças políticas necessárias", afirmou Carimbão.

O encontro com Mercadante e o líder do PROS contou também com a presença do presidente do partido, Eurípedes Júnior. Antes do PROS, lideranças do PDT e do PP também vieram à público dizer que não votarão junto com o ''blocão'' comandado pelo PMDB e composto, agora, por outros quatro partidos da base aliada e por um de oposição. "A tendência natural é o governo entrar em campo para melhorar a relação com os partidos. Do jeito que está não é bom para o Brasil, para o governo Dilma nem para o PMDB", afirmou Carimbão.

Nesta quarta-feira, o Palácio do Planalto sofreu mais uma derrota na Câmara dos Deputados, com a aprovação de quatro convocações e sete convites para que membros do primeiro escalão do governo prestem esclarecimentos ao Legislativo. Entre convidados e convocados estão onze ministros, um secretário-executivo de ministério e a presidente da Petrobras, Graça Foster.

Esta é a segunda derrota do Planalto no Congresso em dois dias. Na terça, o plenário da Câmara aprovou a criação de uma comissão externa para investigar denúncias de pagamento de propinas a funcionários da Petrobras pela empresa holandesa SBM Offshore.