Leia a transcrição da conversa do procurador de RR ao tentar convencer liderança indígena a trocar de lado

Governador de RR é acusado de compra de votos

Estadão.com.br,

16 Dezembro 2010 | 20h20

Chagas (procurador-geral): Você que é o Tuxaua de lá?

Zé Nilton: Sou...fui o coordenador do...fui Tuxaua sete anos.

Chagas: É? Foi coordenador da campanha do Anchieta lá?

Zé Nilton: Do 11, eu fui do 11.

Chagas: Rapaz não fala isso rapaz.

Zé Nilton: E aí o Remídio chamou nós aí pra...

Chagas: Deixa eu só falar uma coisa.

Zé Nilton: Anrã.

Chagas: Você votando no Anchieta vai ter a certeza que ele vai governar quatro anos.

Zé Nilton: Com certeza. Nós estamos aqui pra negociar.

Chagas: O outro vai ser preso. Já foi uma vez, vai ser de novo. Não vai governar esse estado. O Flamarion, você viu o Flamarion já foi (...).

Zé Nilton: Já, já. Pois é.

Chagas: Vamos embora lá. Me diz uma coisa. O que você precisa?

Zé Nilton: Eu conversando com a Isa, né? Conheci a Isa...e ai "tamo" aí pra somar. Olha só lá são umas 22 comunidades. (...). Toda a campanha sabe comunidade grande.

Chagas: Certo. O que você precisa?

Zé Nilton: Eu preciso saber de você o que tem pra me arrumar aí.

Mulher: Porque o que você precisa pra o que a gente pode fazer.

Chagas: Eu preciso saber o que você precisa.

Zé Nilton: É né?

Chagas: É.

Chagas: Ver a tua proposta aí, que é pra gente levar o pessoal pra marcar uma reunião com restante do pessoal que tem lá.

Zé Nilton: A gente vai lá. Porque assim, (...) a gente tá conversando aqui primeiro pra depois chegar com o pessoal lá. O que eu vou fazer agora? Juntar todas as lideranças; juntar todas as cabeças. Conversar com eles, o motivo que eu estou apoiando o 45. Você acabou falando isso aí é muito importante pra mim. E uma outra coisa o que a gente vai pressionar é virar todo mundo. Rapaz se disser assim: "velhinho toma aqui essa quantia pra você virar." É rapidinho. O Rui sabe o meu trabalho. O Rui me conhece há muito tempo.

Chagas: Eu quero marcar com você lá. Nós vamos lá. Vai eu e o prefeito lá dentro.

Zé Nilton: Anrã. O prefeito Altemir?

Chagas: Altemir.

Zé Nilton: Pois é, o Altemir sabe também do meu trabalho. O Altemir entrou lá foi por causa de mim mesmo.

Chagas: Então vai eu e ele lá. Você quer marcar amanhã, lá no Altemir. Lá no BV-8? Vamos lá amanhã.

Zé Nilton: Em Pacaraima?

Chagas: É. Aí nós vamos dá condições pra você trabalhar lá.

Zé Nilton: Tá. Deixa eu te falar como é meu trabalho. O meu trabalho que eu faço. Eu não vou...tá certo, que nós precisamos do Altemir...deixa eu te falar como é que é meu trabalho. O meu trabalho que eu trabalho só com meu povo.

Chagas: Eu não quero que você ajude o Altemir não. Eu quero que você ajude o 45.

Zé Nilton: Então...

Chagas: Porque quem coordena lá é o Altemir.

Zé Nilton: Aí fica difícil.

Chagas: Fica difícil por quê? O Rogério. Você conhece o Rogério?

Zé Nilton: O Rogério? Conheço o Rogério. Fica difícil. Aquela questão. Porque se você disser pra mim: "está aqui pra você e eu quero resultado." É comigo. Altemir é Altemir. Rogério é Rogério, né? Que eu trabalho dessa maneira. Lá quem coordenou foi eu. Não deixei o Altemir...o Altemir ficou foi puto comigo porque eu não deixei. Eu não deixei mesmo não. O pessoal...tá. Então Altemir é Altemir; Rogério é Rogério.

Chagas: Como é seu nome?

Zé Nilton: Zé Nilton.

Chagas: Zé Nilton?

Zé Nilton: Zé Nilton

Chagas: Tu tem telefone e tudo?

Zé Nilton: 9113...

Mulher: Eu já anotei.

Chagas: Porque lá tem um coordenador. Cada lugar tem um coordenador, entendeu?

Zé Nilton: Mas me coloca. Deixa o Altemir lá no município, naquela oura região dele lá. Me coloca no interior, nas comunidades que eu tenho.

Chagas: Certo.

Zé Nilton: Eu to te dizendo uma coisa. As comunidades tão comigo ó Rui não querem a presença dele. To te falando. É por isso que (...).

Chagas: Não querem a presença de quem? Do Altemir?

Zé Nilton: Do Altemir!

Chagas: Nem do Rogério?

Zé Nilton: Só do prefeito. Promessas que não foram cumpridas. No interior é assim.

X: 91135487

Chagas: O que você precisa pra nós ajudar lá?

Zé Nilton: Rapaz, lá nós precisamos de recursos. De dinheiro.

Chagas: Quanto homem?

Zé Nilton: Rapaz se você me der pelo menos 120 mil. Tu quer resultado?

Chagas: Quero.

Zé Nilton: Então faça isso. Tu quer resultado? Tu quer que eu desmorone todo mundo?

Chagas: Não sei. Ver ai o que é...vai está lá. São quantas comunidades.

Zé Nilton: 22.

Chagas: 22 comunidades.

Zé Nilton: Eu to com 22 comunidades.

Chagas: Tá certo. Atende o telefonema que eu vou manter contato com você.

Mulher: Quando ele te ligar só cuidado, porque na hora eu coloco o seu telefone pra não...

Zé Nilton: Ta bom o telefone, né?

Mulher: É.

Chagas: (...). Chaguinha tal eu preciso falar contigo." Tá? Pra gente manter contato. Tá bom assim?

Zé Nilton: Tá. Como é seu nome?

Chagas: Dr. Chagas.

Zé Nilton: Chagas né?

Chagas: Chagas Batista.

Zé Nilton: Chagas Batista.

Chagas: Tá bom?

Zé Nilton: Tá bom. A gente combina. Porque...

Chagas: Você vai embora quando?

Zé Nilton: Eu to indo embora lá pras 4 horas.

Chagas: Qual é tua comunidade lá?

Zé Nilton: Boca da Mata.

Chagas: Boca da Mata né?

Zé Nilton: Procura pra ver o Altemir porque que ele não foi. O Altemir não fez uma reunião.

Chagas: Tu mora na Boca da Mata?

Zé Nilton: Moro na Boca da Mata.

Chagas: Eu te encontro lá?

Zé Nilton: Me encontra lá. Porque esse negócio de...só tem mais 30 dias que a gente tem.

Chagas: 20 dias

Zé Nilton: 20 dias. Aí adia pra amanhã. Adia pra outro dia e a gente não consegue resolver nada.

Chagas: Ta bom.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.