1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Kassab diz que candidatura própria em São Paulo não é unanimidade no PSD

O Estado de S.Paulo

13 Maio 2014 | 12h 59

Ex-prefeito afirmou que há líderes no partido que defendem aliança com PSDB ou com PMDB na disputa estadual

SÃO PAULO - Pré-candidato do PSD ao governo de São Paulo, o ex-prefeito Gilberto Kassab disse nesta terça-feira, 13, que sua candidatura não é unanimidade do partido. Segundo ele, há uma ala da sigla que defende a composição com o PSDB, de Geraldo Alckmin, ou o PMDB, de Paulo Skaf.

"Tem líderes importantes que defendem essas posições [de apoio a alianças com PMDB e PSDB] e é a convenção [do partido] que vai definir a candidatura", afirmou Kassab durante a sabatina promovida pelo jornal Folha de São Paulo, pelo portal UOL, pelo SBT e pela rádio Jovem Pan.

Kassab reafirmou que é pré-candidato ao governo paulista, mas disse que "não teria nenhum problema" em ser vice de Alckmin caso decidisse pela aliança com o tucano.

"Quero registrar que eu sou pré-candidato à disposição do partido. Todo nosso esforço é no sentido de construir a candidatura [própria]", disse. " E não teria nenhum problema (ser vice de Alckmin). Seria coerente com meu passado", disse.

Questionado sobre as negociações com o PMDB e o PSDB, o ex-prefeito disse que tem conversado com os outros partidos por não haver "incompatibilidade ideológica" com nenhum dos dois.