1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Mensalao

Justiça determina que Dirceu pague multa do mensalão

Ricardo Brito - Agência Estado

20 Fevereiro 2014 | 18h 39

Ex-ministro será notificado para quitar a dívida de R$ 971 mil; campanha de arrecadação para o petista já recolheu 85% do valor

Brasília - A Vara de Execuções Penais (VEP) de Brasília determinou nesta quinta-feira, 20, que se notifique o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu a pagar a multa imposta a ele no processo do mensalão. No julgamento da ação penal, o Supremo Tribunal Federal condenou Dirceu a desembolsar R$ 971 mil pela condenação de corrupção ativa, além da pena de prisão que cumpre desde meados de novembro.

A decisão da VEP de Brasília não fixa prazo para que Dirceu pague o débito, mas apoiadores do ex-ministro já estão arrecadando recursos para ajudá-lo a quitar a dívida. Até o momento, um site criado para fazer um "vaquinha virtual" para Dirceu recolheu R$ 825 mil de 2.785 doadores - 85% do total.

A Justiça do Distrito Federal informa que o não pagamento da dívida levará à inscrição de Dirceu no cadastro de devedores da Dívida Ativa da União. O advogado José Luiz de Oliveira Lima, defensor do ex-ministro, afirmou que ainda não foi notificado da decisão da Vara de Execuções Penais da capital.

Além de Dirceu, outros petistas condenados no mensalão também lançaram campanha de arrecadação de recursos para quitar suas multas. Ao todo, o ex-presidente da sigla, José Genoino, e o ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, conseguiram arrecadar mais de R$ 1,7 milhão. A quantia foi mais que suficiente para quitar suas dívidas e o excedente foi utilizado para quitar a multa de João Paulo Cunha, único petista a não lançar campanha de doação.

Mensalao