Justiça cassa mandato de prefeito e vice de Cabo Frio-RJ

A Justiça Eleitoral cassou os mandatos do prefeito e da vice-prefeita de Cabo Frio (RJ). Marquinho Mendes (PSDB) e Delma Jardim (PP) foram acusados de abuso de poder econômico e compra de votos nas eleições de 2008. Como a chapa não atingiu 50% dos votos válidos na ocasião, não será necessário eleger um novo prefeito. O segundo colocado na disputa, Alair Corrêa (PMDB), assumirá o cargo.

BRUNO BOGHOSSIAN, Agência Estado

07 Dezembro 2010 | 19h42

Durante a campanha, fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) flagraram caminhões da prefeitura distribuindo material de construção em troca de votos. A denúncia feita pelo Ministério Público Eleitoral afirma ainda que Mendes e Jardim doaram cestas básicas, café da manhã, assistência dentária e cargos na prefeitura em troca de apoio político e votos. A equipe do prefeito e da vice-prefeita recorreram da decisão do TRE, com um pedido para que ambos fossem mantidos nos cargos. Até o início da noite de hoje, a Justiça ainda não havia tomado uma decisão sobre o caso.

Mais conteúdo sobre:
abuso poder econômico Cabo Frio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.