Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

José Guimarães assume a liderança do governo na Câmara

Irmão de José Genoino, deputado substitui Henrique Fontana (RS) após a derrota do Planalto na eleição da presidência da Câmara

Erich Decat, O Estado de S. Paulo

03 Fevereiro 2015 | 16h25

Brasília - Em uma tentativa de evitar a ampliação do racha com integrantes da principal corrente do PT, o Palácio do Planalto convocou o deputado José Guimarães (PT-CE) para assumir a liderança do governo na Câmara, substituindo Henrique Fontana (PT-RS). Segundo o Broadcast Político apurou, o convite foi feito por telefone pelo ministro da Secretaria de Relações Institucionais (SRI), Pepe Vargas. 

Vice-presidente nacional do PT e irmão de José Genoíno, ex-presidente da sigla condenado no mensalão, José Guimarães é um dos representantes da corrente 'Construindo um Novo Brasil' (CNB), majoritária dentro do partido e composta também pelo ex-presidente Lula. Apesar do tamanho, o grupo tem sido deixado de lado pela presidente Dilma neste segundo mandato, principalmente na ocupação dos cargos estratégicos do Executivo. 

O convite do Palácio ocorre um dia depois de deputados da CNB se reunirem na Câmara e pediram a saída de Pepe Vargas da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência em razão da derrota "acachapante" ocorrida na disputa pela presidência da Câmara, em que o PT também ficou sem nenhum cargo na Mesa Diretora. 

"Foi feito o convite e eu aceitei", confirmou Guimarães ao Broadcast Político. Questionado se Lula e o presidente nacional do PT, Rui Falcão, participaram das negociações, o novo líder do governo respondeu: "O Lula, não. Mas o Rui é sempre chamado para conversar e é um bom conselheiro" comentou.

 

Mais conteúdo sobre:
PT José Guimarães Congresso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.